Loading...

A importância do Home Office para o escritor


Rio de janeiro, 03 de Abril de 2020

A importância do Home Office para o escritor


   Ainda amanhecia quando eu despertei. Tomei aquele banho delicioso com cheirinho de rosas e comecei a me perguntar de onde surgiu esse disparate de perfume. 
Jasmim tem cheiro, rosas, não.
   Enquanto secava o meu cabelo, continuei questionando como pode alguém fazer uma essência de algo que não existe. Sem dúvida, esse era um daqueles assuntos que não saem da cabeça. Quanto mais se tenta não pensar, mais ele vem. Se instala, se acomoda e se faz dono da sua mente.
   Pois bem, lá estava eu pensando freneticamente sobre o assunto. Sais de banho de rosas, leite de rosas, sabonete de rosas, hidratante de rosas.
   De frente ao espelho, o de caveira, em meu quarto, fiz a minha maquiagem. Optei por algo leve, porque era dia ainda. A gente precisa ter coerência nas coisas que faz. Que ironia! 
   Escolhi uma roupa adequada ao trabalho. Não poderia ser algo chamativo ou muito revelador. Calça jeans e blusa preta, sem muitos detalhes, foi o que vesti. Sapatos combinando. Nada de ir trabalhar de chinelos, não posso esquecer. 
   Saindo do quarto, olhei ao redor. As delícias da noite anterior ainda estavam espalhadas pela sala.
   As lembranças ainda se faziam presentes e me convidavam a simplesmente me sentar e desfrutar. Netflix, pizza dormida, um crush e um pote de Nutella. Era uma tentação muito grande, mas eu precisava dizer não. Peguei o meu material de trabalho, passei na cozinha, preparei um café. Preto e forte, é como gosto. Bebi um gole, saboreei. Me aqueci por dentro e despertei. Agora sim, estava realmente acordada.
   Atravessei o corredor da minha casa, caminhei decidida até o último cômodo, o que estava com a porta fechada. Abri a porta, acendi a luz, arrumei as coisas em minha mesa e me sentei. Peguei o meu caderninho de ideias e o meu notebook e comecei a escrever.

   "Engana-se quem pensa que o home-office é fácil. As distrações do dia-a-dia podem te levar para longe do seu objetivo antes mesmo que perceba.
Uma rotina de trabalho se faz necessária. Sem ela, podemos facilmente cair na armadilha do "daqui a pouquinho escrevo" e esse adiamento leva a algo terrível chamado de bloqueio literário ou bloqueio criativo. Com certeza, todo escritor que se preze já passou por isso.
   Muitas vezes nos sentamos no sofá da sala com as ideias fervilhando, o lápis e o papel na mão. Entretanto, quando vamos escrever, não conseguimos pôr uma só palavra no papel!
   Inevitavelmente, começamos a pensar que talvez não sejamos tão bons assim, talvez não estejamos na profissão certa. 

   Então decidimos tentar ler um livro — porque ler um livro sempre ajuda, mas não passamos da primeira página.
Quando isso acontece, o que fazer?

   Para a maioria, a resposta é: Espera passar!

   Porém, para quem precisa ler ou escrever porque esse é o seu trabalho, esperar passar pode representar a perda de algo. Prazos, tempo, dinheiro, credibilidade. Logo, esperar passar não é realmente uma opção.




   Por isso, separei algumas dicas para você que é escritor e que trabalha em casa, para não cair nessa armadilha das facilidades do home office.

  1. Tenha um cantinho só seu.

   O seu ambiente de trabalho, onde você vai apenas se sentar e escrever. Arrume-o conforme o seu gosto, para deixá-lo atrativo de uma forma que te seja prazeroso trabalhar.
   Por falar nisso, escrever deitado na cama ou largado no sofá, pode te dar a falsa ideia de que, se você descansar agora, daqui a pouco continuará o trabalho. Como sabemos, isso é pura ilusão!
   Por isso, estabeleça o seu horário de trabalho e evite distrações! 
   As redes sociais são os maiores entretenimentos a desviar a atenção de quem precisa escrever. Uma olhadinha no Whatsapp, no Instagram ou no Facebook, pode te fazer perder preciosas horas de trabalho.

E não é só isso, é muito fácil deixar o trabalho de lado quando você é mãe, pai, ou apenas mora numa casa cheia de gente. A todo momento há barulho, alguém chamando. Mil coisas para fazer; mil e uma exigem a sua atenção. 
Penso que essa dica se resume a colocar o seu trabalho como prioridade.

  1. Uma dica pouco utilizada é:

   Se arrume como se estivesse saindo para trabalhar fora de casa, para que a sua mente entenda que é a hora de trabalhar. Acredite, isso ajuda as ideias a fluírem.

 

  1. Se livre de hábitos nocivos.

Solidão ou péssima companhia podem ser tão prejudiciais como fumar um cigarro, sedentarismo, ingerir bebida alcoólica, comer fora de hora ou se alimentar de fast food. 
   E nessa hora, precisamos do bom senso para entender o equilíbrio.
   Ficar sozinho te ajuda a pensar. Permanecer sozinho por muito tempo limita as suas ideias e a sua criatividade.
   Por outro lado, companhia é bom, mas nem todas. Livre-se de pessoas que não te acrescentam nada, não te incentivam a crescer e ainda ocupam o tempo que você poderia estar utilizando para produzir.

   Dessa forma, você irá conseguir manter o seu ritmo de trabalho e alcançar as suas metas de textos diários.

   Que hábitos, nocivos ou não, fazem parte da sua rotina de trabalho? 

 

Cristina Alves 
cristinalves2604@gmail.com
www.meninadoscontoseroticos.com.br/

Produtos em promoção. Clique e confira!

Existem vários acessórios de escritório e utilidades para o seu trabalho em casa que você pode encontrar nesta loja, onde tem muita coisa em promoção!